EconomiaInsumos

Petrobras reduz preço médio do gás de cozinha em 4,4%

Os reajustes do insumo passaram a ser trimestrais a partir de janeiro de 2018.

O insumo da Petrobras tem como referência o preço dos gases butano e do propano no mercado europeu, mais uma margem de 5% (iStockphoto/Getty Images)

A Petrobras anunciou nesta quarta-feira redução de 4,4% no preço do gás de cozinha embalado em botijões de até 13 kg. O novo valor entra em vigor a partir desta quinta-feira, 5. O preço para as distribuidoras passa para 22,13 reais o botijão, ante 23,16 reais em 19 de janeiro, informou a petroleira estatal em seu site.

Os reajustes do gás de cozinha passaram a ser trimestrais a partir de janeiro de 2018. O insumo da Petrobras tem como referência o preço dos gases butano e do propano no mercado europeu, mais uma margem de 5%.

Em dezembro, a Petrobras informou que decidiu revisar a metodologia de reajuste dos preços do gás de cozinha após uma disparada de quase 70% nas cotações do produto para os distribuidores desde o início de junho, o que trouxe impacto relevante para grande parte da população. A empresa disse que vai buscar suavizar o efeito das oscilações de preço.

A estatal afirmou que o Grupo Executivo de Mercado de Preços (GEMP) concluiu que, embora os preços do GLP praticados no Brasil devam ser referenciados ao mercado internacional, a metodologia necessita ser revista, para que seja suavizado o efeito do repasse da volatilidade dos preços externos para um bem de primeira necessidade.

“O fundamento para isso é que o mercado de referência (butano e propano na Europa) está apresentando alta volatilidade nos preços, agravada pela sazonalidade (inverno) naquela região. Desta forma, a correção aplicada esta semana foi a última realizada com base na regra vigente”, declarou a empresa em nota.

Fonte/Créditos: VEJA

Tag

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Close