AgronegócioEconomia

Leite: Importações já acumulam queda em relação a 2016

Os valores acumulados nos cinco primeiros meses do ano são 1,3% menores, em equivalente leite, em relação a 2016.

Embora os dados da balança comercial, divulgados nesta terça-feira (06/06), apontem um aumento nas importações de maio em relação a abril, os valores acumulados nos cinco primeiros meses do ano são 1,3% menores, em equivalente leite, em relação a 2016; no período, foram internalizados 625 milhões de litros de leite equivalente.

Em relação ao volume dos derivados lácteos importados, as compras de leite em pó integral tiveram aumento de 2% em relação ao mês passado e, para o leite em pó desnatado, o aumento foi de 30% sobre o volume comprado no último mês. As importações de soro de leite também ganharam destaque, tendo sido o volume comprado em maio cerca de 80% maior que no mês passado (observe a tabela 1).

Tabela 1. Exportações e importações por categoria de produto.

Fonte: MDIC | Reprodução: MilkPoint

Já na quantidade exportada, o movimento é diferente: o volume de 3 milhões de litros registrado em maio é 70% menor do que o registrado em abril. A queda também é observada no volume acumulado do ano, tendo sido exportados 24,3 milhões de litros a menos que nos cinco primeiros meses de 2016.

Esse cenário resultou no aumento do déficit da balança comercial, agora de 119 milhões de litros. Observe o gráfico 1.

Gráfico 1. Saldo da balança comercial em equivalente-leite.

Fonte: MDIC | Reprodução: MilkPoint

Uruguai e Argentina seguiram sendo os principais fornecedores das importações lácteas brasileiras. Do total importado em toneladas de produto final, cerca de 43% foram oriundos do mercado uruguaio e 41% foram oriundos da Argentina.

Fonte/Créditos: Milk Point

Tag

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *