Tempo

Harvey? Irma? Entenda como são escolhidos os nomes dos furacões

Desde 1953, os nomes das tempestades tropicais do Atlântico Norte seguem lista do Centro Nacional de Furacões dos EUA.

Se os Estados Unidos tiverem mais um furacão, qual será o nome? A resposta está em uma das listas criadas em 1953 pelo Centro Nacional de Furacões do país. Os próximos serão chamados de Jose e, depois, de Katia.

Logo no início, em 1953, os nomes eram todos de mulheres. Em 1979, as denominações masculinas foram incluídas e, desde então, revezam com as femininas. São seis listas alternadas a cada ano, com 21 nomes cada uma em ordem alfabética. Ou seja: em 2023 teremos os mesmos nomes que em 2017.

O furacão Harvey visto do espaço nesta sexta-feira, 25 de agosto (Foto: Reuters/Nasa)

E o Katrina e o Sandy? Sim, eles não estão na lista. Isso acontece porque quando uma tempestade tropical é tão forte a ponto de ser mortal e histórica, o comitê internacional da Organização Meteorológica Mindial (OMM) se reúne e escolhe um nome especial. É também o caso do Haiyan, que devastou as Filipinas em 2013.

Nomes de furacões no Atlântico Norte, Golfo do México e Caribe

Foto: Reprodução

 

Fonte/Créditos: G1

Tag

Notícias relacionadas

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *