Agronegócio

Crescimento do agronegócio não chega a 1% em 2017

De janeiro a maio, avanço no PIB do setor chegou a 0,36%, o agronegócio brasileiro praticamente estagnou.

Foto: Reprodução Internet

Nos cinco primeiro meses de ano, o agronegócio brasileiro praticamente estagnou. Segundo cálculos do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), feitos em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), de janeiro a maio, o avanço no Produto Interno Bruto do setor foi de apenas 0,36%.

De acordo com o levantamento, o resultado positivo só foi obtido graças ao desempenho do segmento agroindustrial. Apesar de modesto, esse foi o primeiro avanço observado desde setembro de 2016. Na avaliação das entidades, o agronegócio em geral, apresentou o melhor resultado para o mês de maio desde outubro/16, quando o avanço registrado foi de 0,56%.

Apenas no segmento primário (dentro da porteira), a alta no PIB foi de 4,06% nos cinco primeiros meses.

O ramo pecuário, por sua vez, continua apresentando índices negativos. De janeiro a maio, o faturamento desse setor teve queda de 0,38%. A taxa mais expressiva de crescimento aconteceu apenas na cadeia de insumos: +2,12.

Diante desse cenário, as duas entidades projetam que o ramo agrícola, com crescimento estimado de 1,6%, deve impulsionar os resultados do agronegócio no restante do ano.

Fonte/Créditos: Universo Agro

Tag

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *