AgronegócioInovaçãoNotíciasTecnologia

Conheça a nova Série Axial-Flow 250 Automation

Colheitadeira Case IH com Inteligência Artificial: automação real

A Case IH é pioneira no mercado quando o assunto é sistema de colheita axial e trabalha forte para superar as expectativas dos produtores e parceiros. Por isso, a inovação desta vez ficou por conta de apostar na revolução no campo com o lançamento da Série 250 de colheitadeiras Axial-Flow, em que o grande destaque é a inteligência artificial.

Com esta nova linha de colheitadeiras, além do consagrado sistema axial, o produtor atua com automação de verdade, de uma nova geração em tecnologia, o sistema AFS Harvest Command Automation. Aliás, mais conhecido como Automation tem a capacidade de se autorregular com quatro modos de colheita, proporcionando até 15% a mais de produtividade, além de facilitar as operações no campo.

Nova Série, novos modelos

A nova Série 250 de colheitadeiras Case IH é a entrega de um projeto que durou quatro anos, realizado em sincronia com os Estados Unidos, que culminou em lançamentos simultâneos nas duas regiões. Esta nova Série oferece três modelos (7250, 8250, 9250) para o produtor escolher o ideal para atender as diferentes demandas no campo. Eles superam os anteriores com várias novidades, com destaques para as novas tecnologias, como o verdadeiro Sistema Automation e o novo sistema de telemetria, que permite conectividade 4G. Apresentam também nova transmissão automática, novo pacote hidrostático, nova cabine, novo sistema de iluminação com LED, novo tubo dobrável com a nova ponteira pivotante e muito mais. Estas máquinas também continuam a contar com alguns sistemas já consagrados e exclusivos, que elevam o momento da colheita a um patamar superior e ainda com mais autonomia devido ao tanque de combustível de 1.113 litros de óleo diesel, capacidade ampliada em 13%.

Benefícios ao produtor

Os novos modelos da Série 250 com inteligência artificial, apresentam automação real que oferecem benefícios aos produtores e, somada às demais novidades, resultam em 15% mais de produtividade.

As novas tecnologias de automação real com o Automation, que faz até 1800 intervenções diárias durante o processo da colheita, com 16 sensores e quatro modos de operação, imprimem no trabalho produtividade e simplicidade. O resultado é excelente em diferentes culturas, com destaque sempre muito positivo para soja e milho. Ainda neste cenário, temos novidades com relação a conectividade por meio do AFS Connect e interfaces mais amigáveis entre operador e máquina.

Aumentando esta interação, há a conectividade com sistema de telemetria 4G e três anos de subscrição, possibilitando a gestão integrada do negócio com: Monitoramento de Frota, Gestão Agronômica e Gerenciamento de Dados. Com esses tipos de serviço, as tomadas de decisões podem ser remotas e em tempo real. Outros destaques são a nova cabine e o sistema de iluminação com LED que garantem até três vezes mais visibilidade nas atividades noturnas.

Em relação à capacidade operacional, a nova transmissão automática – com mais capacidade de tração (até +19%) – garante maior torque aplicado ao solo e sistema automatizado (duas posições). As novas motorizações deixam os modelos mais potentes em relação à concorrência, indo de 503 a 634 cavalos de potência máxima, e contam com uma nova tecnologia de injeção. Tudo isso resulta em ganhos de capacidade operacional e menor custo na operação com a melhor relação de consumo de combustível e tonelada colhida.

Nos pontos de disponibilidade e robustez temos o pacote hidrostático com maior capacidade de carga em até +42%. O novo conjunto de rodado dianteiro, remodelado para atender as mais severas condições na lavoura, com redução em 20% na pressão interna do pneu, aumento em 19% na capacidade de carga e até mais 13% área de contato com o solo. Além de maior robustez, entrega ao produtor menor compactação e maior aderência com ganho de pegada ao solo. Um novo alimentador reestruturado aumenta a resistência do sistema em até 3 vezes e, com novos cilindros com dupla ação, garantem respostas mais rápidas e mais durabilidade do sistema.

Outro ponto forte é a melhoria da qualidade de colheita com a nova gaiola do rotor, que possui acionamento remoto das aletas, aumentando a eficiência da debulha. A nova ponteira pivotante, além de garantir maior facilidade operacional, também reduz a perda de grãos no processo de descarga. E o novo ventilador Cross-Flow entrega menor perda de grãos no inclinado, com ajuste automático da velocidade de rotação.

Nova identidade global

As máquinas da Série 250 estão com nova tecnologia de pintura com a classe de pintura 4W que garantem o dobro de resistência ao intemperismo em ações do ambiente externo, trazendo: aumento da resistência e proteção aos raios UV, ganho na durabilidade da cor e maior dureza superficial, com redução de riscos e marcas de abrasão.

Todos os adesivos da nova série foram reestilizados para a nova identidade global com os adesivos chamados de Tri-Stripes. Além de marcarem a chegada dos novos modelos, trazem às máquinas um aspecto mais moderno. Esta nova identidade está alinhada com as novas plataformas de corte Draper TerraFlex 4F e também com a nova série Axial-Flow 150, renovando todo o portfólio da marca no mesmo ano.

Entenda o AFS Harvest Command Automation

As novas colheitadeiras Axial-Flow oferecem sistema de inteligência artificial para oferecer qualidade extrema no momento da colheita, que demandam inúmeras mudanças de configuração, gerenciamento de dados e sensores para tomar as decisões necessárias. O Automation vem para facilitar esta operação, ao mesmo tempo que altera as funções imediatamente. O resultado é 15% mais de produtividade, além de simplificar as atividades e a jornada no campo.

Este sistema atua de forma proativa, adequa-se a combinações ideais de cada cultura. Esta avançada inteligência artificial permite que a colheitadeira tome decisões em tempo real e realize automaticamente as regulagens necessárias para se adequar à melhor condição de colheita. A máquina desenvolve nove atividades que não precisam da intervenção do operador, sendo que do iniciante ao mais experiente, cada um atinge o mesmo patamar de produtividade.

Com 16 sensores, são coletados dados do sistema industrial, enquanto a inteligência artificial encontra o ponto ótimo de trabalho para cada situação. Neste caso, basta o operador definir a estratégia selecionando um dos quatro modos de colheita que melhor se adequa às necessidades da atividade.

Destaque do Automation: Câmera de Grãos

Mais um grande diferencial do Automation é a Câmera de Grãos. Ela fica posicionada no elevador de grão, analisa padrões e os informa ao sistema, detectando, quando ocorre, grãos rachados e quebrados, assim como material orgânico, de forma precisa, confiável e em tempo real.

Esta câmera de grãos funciona por meio de cinco feixes de luz (enquanto no mercado este tipo de sistema atua com apenas três), o que proporciona maior exatidão na leitura dos grãos. O tipo de luz utilizado é o multiespectral, que é visível e invisível. Esta tecnologia auxilia no monitoramento da qualidade da amostra e é patenteada pela empresa.

A Série 250 conta com várias soluções do sistema AFS para que o produtor possa extrair o máximo de cada equipamento. Há ofertas de AFS em que já estão disponíveis as novas tecnologias como inteligência artificial com automação real e o novo sistema de telemetria que permite conectividade 4G. O ideal é conhecer todas as opções e entrar em contato com um concessionário Case IH. Para saber de todos os detalhes e informações de cada máquina e pacote do AFS perfeito para seu campo, acesse: https://www.axialflow.com.br/

Tag

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *