AgropecuáriaBovinos

Como evitar a mastite na produção leiteira

A mastite é um dos principais problemas relacionados à produção leiteira, causando prejuízos consideráveis

Foto: Reprodução Internet

Recorrente da inflamação das glândulas mamárias, essa enfermidade pode ser evitada se medidas corretas de manejo e boas práticas forem tomadas.

Os animais portadores desta doença apresentam geralmente, e de acordo com cada caso, inchaços, vermelhidão nas glândulas mamárias, além de secreção (pus).

A doença, que varia entre clínica e subclínica, interfere diretamente na produção leiteira, de modo que as taxas de gordura, lactose e proteína caem vertiginosamente.

O diagnóstico mais comum é através do teste de Contagem de Células Somáticas, sendo que quando o animal está com a enfermidade o número de células é maior, como uma forma natural de reação para combater as bactérias.

Já o tratamento passa geralmente pelo processo de secagem da glândula mamária, com o objetivo de recuperá-la para próxima lactação, processo que requer rigorosos métodos sanitários.

Para o sucesso da produção leiteira algumas medidas de saneamento devem ser adotadas, produtores e gerentes técnicos devem procurar conhecer melhor a forma de gerenciar a atividade leiteira e evitar essas e outras possíveis complicações.

Fonte/Créditos: Revista Agropecuária

Tag

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *